Imagem de panetone com luzes ao fundo
Conheça a Bauducco
Imagem antiga da equipe Bauducco

Conheça a Bauducco

Era uma vez uma família italiana do interior de Turim.
Era uma vez, também, um delicioso pão com frutas
cristalizadas chamado Panettone.
Até que eles viraram personagens da mesma história.
ver mais
1948

1948

Carlo Bauducco, empreendedor italiano, chega ao Brasil.
Trouxe com ele uma receita de família, um precioso pedaço de massa
viva e o sonho de abrir o seu próprio negócio em São Paulo.

A massa viva é uma massa
na qual micro-organismos do fermento
natural se reproduzem
e se mantêm vivos.

Um pouco dela vai em cada
Panettone para deixá-lo
especialmente macio e fofinho.
A massa madre usada pela
Bauducco hoje é
a mesma de 70 anos atrás.

1952

1952

Com o fim da lei que obrigava estrangeiros a terem sócios brasileiros,
a família finalmente pôde abrir a sua própria doceira no bairro do Brás.
Foi lá que o Sr. Carlo, a Dona Margherita e o jovem Luigi
criaram o primeiro Panettone Bauducco com todo o carinho.

A primeira Doceira Bauducco
ficava lá no Brás.

1962

1962

Dez anos depois, os negócios não paravam de crescer.
O Panettone já estava conquistando espaço cativo na mesa da família
brasileira, assim como o biscoito champanhe  e outras delícias.
Com pedidos vindos de todo o país, a Bauducco inaugurou a sua
primeira fábrica em Guarulhos–SP.

O cheiro do panettone marcou
minha infância. Quando eu era
pequena, lembro de, na época
de Natal, o meu pai chegar em casa
com aquele cheiro de panettone.
O meu nono Carlo também.
Eles chegavam com o avental
cheirando a panettone.

A festa de Natal em nossa casa
é dia 25 à noite. Porque minha
mãe sempre trabalhou na doceira
e meu pai na fábrica até tarde
no dia 24.

Silvana Bauducco Nunes

1965

1965

Até essa data, os Panettones eram embalados à mão com papel de seda.
Bonitos, mas pouco práticos. Sr. Carlo, então, criou as icônicas
embalagens em caixinha - além de mais bonitas ainda, permitiam
que as delícias chegassem fresquinhas e intactas
em todos os lugares do Brasil.

O seu Carlo Bauducco e um designer chamado Giorgio Bricarello
desenvolveram uma embalagem industrial para o Panettone.
Fizeram uma caixa muito bonita com uma paisagem de São Paulo,
uma paisagem da Itália e o Panettone no meio.

A primeira gráfica que fez essas caixa foi a Brasil Gráfica,
até hoje uma de nossas fornecedoras.

Giorgio Picca

1972

1972

As primeiras campanhas publicitárias da Bauducco foram veiculadas
na TV. Os filmes mostravam o Sr. Bauducco com seu filho,
preparando receitas deliciosas para todos os parentes.
A mensagem é verdadeira : tudo o que a Bauducco faz é de coração.
Da família Bauducco, para a sua família.

O senhor Carlo tinha verdadeira
paixão pelo que fazia. Dizia que todos
os produtos levavam o nome dele,
então, precisavam honrar
esse nome, a qualidade tinha
de vir em primeiro lugar.

Giorgio Picca
1º funcionário da Bauducco

1978

1978

Nesse ano, Massimo criou o Chocottone para um projeto da faculdade.
Sr. Carlo, seu avô, foi convencido de que a ideia era fantástica
e decidiu materializá-la. Juntar Panettone com chocolate
não tinha como dar errado.

“Fiz um trabalho de faculdade
sobre marketing, no qual simulei
a criação de um panettone de chocolate
que se chamasse Chocottone.

Quando meu pai e seu Giorgio viram
o trabalho, eles toparam e nasceu
o Chocottone. Anos depois, se tornou
um dos grandes produtos da empresa.”

Massimo Bauducco

1979

1979

Quando o primeiro Panettone Bauducco chegou de navio aos Estados
Unidos, a Bauducco conquistou as Américas. Era questão de tempo
até a tradição do Natal se espalhar pelo mundo. Afinal, o sabor,
o amor e a família são conceitos universais.

Hoje a Bauducco leva seus Panettones e a tradição familiar para mais
de 50 países ao redor do mundo. Na África, por exemplo, as pessoas nunca tinham
visto um Panettone na vida antes da chegada da Bauducco.

1990

1990

No começo dos anos 1990, a demanda por Panettones e o sucesso
de novos produtos fizeram a Bauducco abrir a sua segunda fábrica,
também em Guarulhos. No final da década, foi criada a identidade
visual vermelha e amarela, hoje característica da marca.

As pessoas perguntam como
me senti no dia em que percebi
que éramos os maiores do mundo.
Eu ainda não percebi. A gente
não tem tempo para pensar nisso.

Luigi Bauducco

2012

2012

A Casa Bauducco surgiu em 2012, com a ideia de ter a alma de um
negócio familiar: Panettones especiais, foccacias, brownies, biscoitos
feitos artesanalmente, com ingredientes cuidadosamente
selecionados. Sim! Aqui tem Panettone o ano inteiro.

Hoje, já são 18 lojas em São Paulo.
Quando estiver por aqui, que tal
dar uma passadinha para comer
um Panettone quentinho
e feito na hora?

Luigi Bauducco

2014

2014

A Bauducco lança sua marca de produtos integrais: a Cereale.
Feita com cereais integrais e rica em fibras, a linha Bauducco
Cereale se firmou como o lanchinho diário perfeito para
quem gosta de se cuidar – é prático e ainda
é gostoso.

2017

2017

Em 5 anos, a rede de lojas Casa Bauducco chegou a 49 unidades.
Elas levam fatias de Panettone e outras delícias quentinhas para
os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná.